Um céu inteiro para descobrir na província de Badajoz

Diz um ditado popular «caminhar pela vida com os pés no chão e a alma nas estrelas» e na província de Badajoz há muita terra para caminhar e um céu onde as estrelas afloram. Há locais para aproveitar dias ao ar livre, em percursos junto às margens das albufeiras, na serra ou ao pé de antigas fortalezas. A Estremadura tem um dos céus mais limpos de poluição e poluição luminosa, além disso, tem muitos dias claros ao longo do ano para poder viajar no brilho das estrelas e planetas.

Fazenda Dona Blanca, Don Benito, Badajoz. Fotografia: RN Fotógrafo / Extremadura Buenas Noches

Locais para apreciar o céu noturno, conhecidos desde a pré-história

80% da população mundial não consegue ver a Via Láctea do seu local de residência. A Estremadura é uma das poucas regiões da Europa onde a galáxia a que pertence o nosso planeta pode ser avistada de quase todo o lado.

A vida do ser humano sempre esteve ligada ao céu, além da procura mágica, espiritual ou religiosa, o céu noturno tem sido uma ferramenta para o trabalho agrícola, para os deslocamentos e para o desenvolvimento científico.

Dolmen de Magacela. Fotografia: RN Fotógrafo

Há mais de 5000 anos, uma pessoa deve ter sido surpreendida por uma estrela cadente e por isso a deixou capturada, com linhas vermelhas na parede de pedra, no Abrigo Juanita em Oliva de Mérida. Um local não muito longe do dólmen de Magacela, onde, diz a lenda, que algumas luzes sobrevoam a lagoa de Los Santos. A Magacela é um monumento megalítico que também possui representações solares.

Outro belo monumento megalítico, que também é um dos mais bem preservados de Espanha, é o dólmen de Lácara, em La Nava de Santiago, que oferece a possibilidade de apreciar o céu ao pé das enormes e mágicas pedras que o constituem.

A este da província, em Cabeza del Buey, alguns desenhos de figuras solares decoram as pedras do Abrigo Miguelito. Está localizado em La Serena, uma comunidade coroada pela enorme barragem que tem o seu nome e onde se refletem as estrelas. Céu limpo para apreciar as paisagens de dia e admirar constelações, nebulosas e galáxias à noite.

O céu também foi desenhado por quem viveu há milhares de anos perto de Hornachos, lá no Abrigo del Amanecer, um pequeno oval rodeado de raios juntamente com figuras humanas e animais são prova da passagem de aqueles seres pela região. Uma reserva natural, a da Serra Grande de Hornachos, com numerosos percursos pedestres a explorar.

Da pré-história ao Império Romano, o céu é uma referência constante. Assim como nas cidades de Emerita Augusta e Metellinum, as atuais Mérida e Medellín, onde as suas principais ruas foram construídas tendo em conta a trajetória do sol.

O grande lago da Alqueva. Fotografia: RN Fotógrafo / Extremadura Buenas Noches

Os relógios de sol que podemos observar em cidades como Alburquerque, Badajoz, Fregenal de la Sierra, La Garrovilla, Llera, Medellín, Mérida, Montijo, Olivença, Valverde de Llerena e Zafra são também prova de que o céu marca os tempos nestas terras há séculos. Afastando-nos alguns quilómetros dessas cidades, grandes ou pequenas, quando a noite escurece, de quase todos os sítios podemos apreciar a enorme tela do céu estrelado.

No centro-norte da província, no Parque Natural Cornalvo, a limpeza dos seus céus é ideal para a observação astronómica.

A sul, a varanda Tentudía também é um bom local para apreciar o céu. Muito perto fica o mosteiro que deve o seu nome a algum fenómeno astronómico, porque diz a lenda que Pelay Pérez Correa, mestre da Ordem de Santiago, pediu a meio da batalha «Santa Maria pare o dia» e assim, teve as horas de luz suficientes para vencer o inimigo.

Dolmen de Lácara, perto a La Nava de Santiago, Badajoz. Fotografia: Juan Carlos Casado / Buenas Noches Extremadura

Miradouros e caminhos

Sobre todos estes locais, ao longo dos 21.766 Km2 da província, estende-se um manto estelar que pode ser apreciado especialmente nos miradouros celestes,  situados em locais estratégicos para aproveitar ao máximo o céu.

De La Roca de la Sierra a Helechosa de los Montes a norte e de Fuentes de León a Reina, na raia da Andaluzia, os miradouros são pedras brancas redondas durante o dia que à noite iluminam para indicar as constelações, estrelas e planetas que podem ser vistos daquele ponto geográfico numa época do ano. Além disso, a Rota Dark Sky Alqueva é o primeiro destino transfronteiriço Starlight, localizado junto à maior albufeira da Europa Ocidental. Lá as estrelas descem à terra e refletem-se na água criando um panorama incrível.

Monasterio de Tentudía. Fotografia: de RN Fotógrafo / Buenas Noches Extremadura

Observações astronómicas

É verdade que o espetáculo do céu noturno está aberto a todos os públicos, de todas as idades e em todas as épocas do ano, mas para aproveitar ao máximo as constelações, planetas e diferentes estrelas, é melhor ter ajuda especializada. Como já mencionámos, os miradouros celestes são de enorme ajuda para a localização no céu. No entanto, também há um bom número de guias especializados em astroturismo que podem tornar a experiência inesquecível.

Enormes montados, florestas, picos rochosos e albufeiras sem fim acompanham o céu limpo da província de Badajoz, que é um espetáculo de dia e de noite, é uma tela onde as cores das nebulosas e galáxias se espalham, onde as estrelas cintilam e refletem, como vizinhos distantes, outros planetas.

Ação desenvolvida pelo Departamento de Transformação Digital e Turismo do Conselho Provincial de Badajoz e cofinanciada pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional Feder através do Programa Interreg V-A Espanha Portugal 2014-2020.

Todo un cielo por descubrir en la provincia de Badajoz

Autor original: Marian Castillo

Traduzido por Ȃngelo Merayo

Fotografia superior: Mosteiro de Tentudía, Badajoz. Fotografias:  Extremadura, Buenas Noches, RN Fotógrafo, Juan Carlos Casado y José Luis Quiñones

PlanVE la guía de ocio de Extremadura

Publicado em janeiro 2021

 @Planveando Comunicaciones SL

 

 

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Este sitio usa Akismet para reducir el spam. Aprende cómo se procesan los datos de tus comentarios.