Se gostou das aldeias históricas de Portugal, não perca a Raia de Cáceres

Descubra a Raia de Cáceres, se adorou as aldeias históricas de Portugal também vai gostar. De facto, as regiões da Serra de Gata e Las Hurdes irão integrar a Rede de Aldeias Históricas da Raia, ao longo do ano 2021. Uma marca turística que vai dar nome a aldeias com charme, fantásticas paisagens, rica gastronomia e até uma língua própria e de raiz portuguesa, “a fala”. Um destino que está à sua espera de braços abertos, com a hospitalidade que o caracteriza.

Do outro lado da Raia, a Rede de Aldeias Históricas de Portugal já tem 25 anos de história e é uma referência do turismo rural. São Almeida, Belmonte, Castelo Mendo, Castelo Novo, Castelo Rodrigo, Idanha-a-Velha, Linhares da Beira, Marialva, Monsanto, Piódão, Sortelha e Trancoso. Entre elas, Monsanto é conhecida como a aldeia mais portuguesa de Portugal e fica a cerca de meia hora da Serra de Gata. A quinze minutos de Monsanto, Idanha-a-Velha é um exemplo de transformação de uma aldeia em ruínas num destino turístico de primeira.

Monsanto, aldeia mais portuguesa de Portugal, fica a cerca de meia hora da Serra de Gata.

Monsanto, a aldeia mais portuguesa de Portugal, fica a cerca de meia hora da Serra de Gata.

Isto é muito bem representado pela aldeia de Trevejo, (foto) na Serra de Gata, onde podemos respirar a mesma calma das aldeias históricas do vizinho Portugal. Não é a única semelhança, na verdade os traços geográficos, históricos, culturais e humanos são comuns em ambos os lados da Raia. Assim, o próximo passo será a geminação das duas redes para, num futuro próximo, juntar a Serra de Francia, o parque natural Las Batuecas, La Alberca e Candelario. Juntamente com outros territórios fronteiriços de Castela e Leão.

É o projeto de cooperação transfronteiriça que têm aderido a província de Cáceres e a Região Centro de Portugal, liderado pela Direção Geral do Património da Junta de Castela e Leão. O projeto Território e Património é cofinanciado com fundos europeus, através do programa Interreg, projetando um destino comum na Raia e valorizando tudo que nos une.

Villamiel na Serra de Gata.

Villamiel na Serra de Gata.

A Raia nem sempre foi uma fronteira invisível, a história comum é cheia de confrontos e, consequentemente, de fortificações. No entanto, com o tempo, partilharam uma arquitetura típica que modela a paisagem para usos agrícolas e até os casamentos se tornaram frequentes.

Descubra a Raia de Cáceres na Serra de Gata

Hoje, visitar a Raia de Cáceres é descobrir dois países irmãos, que Portugal consolidou com a rede de aldeias históricas. A Deputação Provincial de Cáceres está a trabalhar para que do outro lado, a marca aldeias históricas reúna municípios tão singulares como San Martín de Trevejo, Trevejo, Hoyos, Gata e Robledillo de Gata. Todos eles são conjuntos históricos, onde podemos encontrar aldeias como Torre de Don Miguel, com os típicos passadiços conhecidos como “balcones”, assim como as tradicionais adegas e moinhos únicos.

Las Hurdes, na Raia da província de Cáceres

A lista de municípios está em processo de seleção, assim como a região vizinha de Las Hurdes, onde Riomalo de Arriba é o melhor exemplo de um típica alcaria, com a sua arquitetura e paisagem que merece seguir os passos da aldeia portuguesa de Idanha-a-Velha e mostrar-se recuperada. Muito perto de Salamanca, como o famoso Meandro Melero, que é paradigma de identidade partilhada porque está localizado em Sotoserrano (Salamanca), embora o miradouro fique em Riomalo de Abajo.

Riomalo de Arriba é o melhor exemplo de um típica alcaria. Las Hurdes

Riomalo de Arriba é o melhor exemplo de um típica alcaria. Las Hurdes.

São destinos da Serra de Gata e Las Hurdes, no norte da Estremadura, que conquistam a alma do viajante, inclusivamente antes de poder estrear a marca comum. As estradas panorâmicas da Serra de Gata, autênticas slow ways, convidam a antecipar a criação da rede para aproveitar a viagem até lugares tão pitorescos como Robledillo de Gata, uma das aldeias mais belas de Espanha, para ter uma visita de sonho.

A Rede de Aldeias Históricas da Raia será, em breve, uma realidade

A vinte e tal quilómetros de carro e em direção a Portugal, Gata e Hoyos valem a pena para fazer uma paragem e um passeio surpreendentes. Assim como San Martín de Trevejo, também uma das aldeias mais belas de Espanha. Originalmente São Martinho dos Vinhos, por causa da sua grande tradição vitivinícola e porque ainda hoje falam “a fala”. Uma língua própria que tem três variedades em apenas dez quilómetros: Manhegu em San Martín, lagarteiro em Eljas e valverdeiru em Valverde del Fresno, as três aldeias do Vale de Xálima, juntamente com Villamiel, Cilleros e a minúscula aldeia de Trevejo. A poucos minutos de Portugal, onde “la Raya” já é chamada a Raia, como em Portugal.

São refúgios de paz, como a mágica aldeia em pedra de Piódão ou Sortelha, num berço de rochas de granito, como a do beijo, por causa da sua original forma. Juntamente com Belmonte e a sua pegada judaica ou Castelo Novo, são as aldeias mais próximas à província de Cáceres, assim como a Serra da Estrela, a de maior altitude de Portugal.

Mais a norte as aldeias históricas limitam-se com aldeias de Salamanca de grande peso turístico, como La Alberca e Candelario ou as belas San Martín de Castañar ou Mogarraz.

Lugares chamados a ser um destino comum ao longo da Raia entre Castela e Leão, a Região Centro de Portugal, entre as Beiras e a província de Cáceres, à volta de uma cultura comum. Entre os projetos, o desenho de grandes rotas transfronteiriças para alargar o GR-22, o caminho do grande percurso das Aldeias Históricas já consolidado. Caminhos tão enraizados de um e do outro lado, desde a época do contrabando e também durante a ocupação napoleónica. Hoje um potencial corredor eco-cultural na Raia.

No te pierdas La Raya cacereña si te gustaron las aldeas históricas de Portugal

Autor original Merche R. Rey

Traduzido por Ângelo Merayo

Fotografía planVE

Planve la guía de ocio de Extremadura

Publicado em novembro de 2020

@Planveando Comunicaciones SL

Turismo Cáceres

 

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Este sitio usa Akismet para reducir el spam. Aprende cómo se procesan los datos de tus comentarios.