Festas de interesse turístico na Estremadura, a não perder em agosto

Agosto pode ser vivido na Estremadura de festa em festa de interesse turístico. Até oito datas no calendário, com duas incorporações excelentes neste ano: a Boda Régia de Valência de Alcântara e a Fuga da Diaba em Valverde de Leganés. Descubra-as nesta ordem e irá desfrutar de festas muito peculiares.

Martes Mayor, a feira tradicional à grande em Plasencia

Na primeira terça-feira de agosto tem lugar, cada ano, em Plasencia o Martes Mayor, a exaltação da feira semanal que tem sido celebrado desde a sua fundação no século XII, com a instalação na Plaza Mayor de bancas com os melhores produtos de frutas e legumes chegados das regiões do norte da Estremadura, muitas delas atendidas por hortelões vestidos como manda a tradição e onde as compras ainda podem ser pesadas numa balança romana.

planVE

Tudo isto ambientado pelos tamborileiros e grupos folclóricos que convidam a percorrer uma feira de artesanato nas recônditas ruas da zona monumental onde ainda podem ser compradas bilhas de barro ou mesmo chapéus de Montehermoso.

Festival Internacional de la Sierra, um canto ao folclore tradicional em Fregenal

O Festival Internacional de la Sierra é uma autêntica montra da cultura tradicional. Começou como um sonho do grupo folclórico Los Jateros e em 35 anos conseguiu oferecer um calendário de atividades em Fregenal de la Sierra, tornando-se impossível não encontrar uma que lhe agrade entre os cerca de quinze dias de programação do FIS. E o melhor, tudo isto num ambiente de diversão, cor, respeito pelas tradições e tolerância.

Foto cedida por Los Jateros.

Foto cedida por Los Jateros.

Fregenal enche-se de música e danças de todo o mundo, e muito mais, que em 2016 decorre entre 29 de julho e 14 de agosto. Um evento imprescindível para os amantes da cultura popular que, inclusivamente, poderão inscrever-se em oficinas de música e dança. Também para quem quiser provar cozinhas do mundo; desfrutar de noites de flamenco; percorrer feiras etnográficas; visitar o Conjunto Histórico de Fregenal de charrete e uma infinidade de atividades, mesmo para crianças.

Boda Régia de Valência de Alcântara, regresso ao século XV

Fotogradía cedida por el Ayuntamiento de Valencia de Alcántara.

Fotogradía cedida por el Ayuntamiento de Valencia de Alcántara.

A Boda Régia de Valência de Alcântara é celebrada na primeira semana de agosto. A vila regressa ao século XV para lembrar o casamento da Infanta D. Isabel, primogénita dos Reis Católicos, com D. Manuel I de Portugal. A localidade dá um salto atrás no tempo e o seu bairro gótico judeu é enfeitado, centro nevrálgico de uma festa que transforma a história num evento turístico. Feira, quintas, cetreiros, soldados, monges, adivinhos… Valência de Alcântara fervilha nos dias prévios ao ato central, a Boda Régia, que tem lugar no primeiro domingo de agosto à noite, ao pé da igreja de Rocamador.

Festival Medieval Villa de Alburquerque, uma festa com a sua própria moeda

Fotografía cedida por la Oficina de Turismo de Alburquerque

Fotografía cedida por la Oficina de Turismo de Alburquerque

Alburquerque celebra o seu Festival Medieval de 12 a 14 de agosto, encenando um passado de convivência muçulmana, cristã e judia. Tempo de superstição e execuções, de cavaleiros com a espada sempre pronta e sabates, que regressam para dar vida a uma feira medieval com estalagens em que são cozinhados doces medievais, fazer percursos guiados e teatralizações. É tão real que tem a sua própria moeda de curso legal, o maravedi alburquerquenho, a única que pode ser usada nesses dias na localidade. Pode ser cambiada na câmara municipal, no posto de turismo e nos locais habilitados. Um pormenor que aumenta a sensação de estar numa outra época.

O Alcaide de Zalamea revive en Zalamea de la Serena

Imagen cedida por la Oficina de Turismo de Zalamea de la Serena.

Imagen cedida por la Oficina de Turismo de Zalamea de la Serena.

As tropas voltam a tomar Zalamea de la Serena e a falar em verso, porém, desta vez não é a caminho da guerra de Portugal, enviadas por D. Filipe I, mas em paz e da mão dos próprios vizinhos, para representar a obra-prima de Calderón de la Barca no cenário real onde estes factos aconteceram. São os descendentes de aqueles vizinhos que revivem, às centenas, aquela drama durante a segunda quinzena de agosto. Em 2016 será celebrado de 18 a 21 com um programa completo com percursos guiados, mesmo para visitar a casa de D. Pedro Crespo, o alcaide de Zalamea; marchas dos terços da Flandres, animação de rua e jogos infantis.

Fuga da Diaba, um evento aterrador em Valverde de Leganés

Foto cedida por el Ayuntamiento de Valverde de Leganés

Foto cedida por el Ayuntamiento de Valverde de Leganés

Valverde de Leganés vive uma particular noite de terror no dia 14 de agosto com La Fuga de la Diabla, que recupera a luta entre o bem, encarnado em São Bartolomeu e o mal que representa a diaba. Um espetáculo muito visual, cheio de malignos e anjos, que faz lembrar que, uma vez por ano, a diaba foge da torre da igreja em que o santo, padroeiro da vila, a encerrou durante as guerras de religião.

As luzes de Valverde de Leganés apagam-se totalmente, incluídas casas e estabelecimentos, e são espalhados altares pelo centro urbano, que a diaba e o seu séquito irão queimar num desfile, ao grito de guerra de Fuego, fuego, fuego!. Os vizinhos recomendam assistir com a mente muito aberta pois praticamente todos se tornam diabólicos.

La Enramá, emparelhamento por sorteio em Las Hurdes

Fuente: Ayuntamiento de Pinofranqueado

Fuente: Ayuntamiento de Pinofranqueado

Nos tempos em que se procura namoro também na internet, em Pinofranqueado mantém-se vivo um ritual de emparelhamento muito antigo e peculiar. O acaso dita os nomes dos rapazes e as raparigas que serão emparelhados, enquanto o auditório dá a sua bênção de viva voz, sempre que não existam laços familiares entre eles. Um sorteio onde não é recomendada a presença das mulheres. Deverão agir como noivos formais até ao dia, em 2016 no sábado 20 de agosto, em que será representada La Enramá. As mulheres recebem os homens pondo uma flor silvestre na lapela e todos juntos dirigem-se à igreja para participar no baile do Arco, a foto mais representativa do evento, pois os casais colocam-se formando um arco, de mãos dadas, e atravessam o corredor humano ao som da jota.

Festa da Tenca, de lamber os dedos

Foto cedida por la Mancomunidad de Municipios del Tajo-Salor

Foto cedida por la Mancomunidad de Municipios del Tajo-Salor

A Festa da Tenca celebra-se todos os meses de agosto em alguma das 15 localidades da Mancomunidad Tajo-Salor, um evento que tem elevado a tenca à categoria que merece, um dos peixes de água doce mais populares da Estremadura, de carne suculenta e sabor muito característico. O mais comum é comê-las fritas mas cada vez são incorporadas a pratos mais elaborados, como demonstram no concurso gastronómico do Dia da Tenca, que este ano é celebrado a 27 de agosto em Piedras Albas.

 

 

Autor original planVE

Traduzido por Diego Bernal Rico e Ângelo Merayo

Publicado em agosto de 2016

Fiestas de interés turístico en Extremadura para no perderse en agosto

Fiestas of touristic interest in Extremadura not to be missed during August

Junta de Extremadura reportajes 2016 anuncio 3

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Este sitio usa Akismet para reducir el spam. Aprende cómo se procesan los datos de tus comentarios.